GPS INSS 2020 – Gerar Guia, Atualizar, Fazer Cálculo, Empresas

O GPS INSS 2020 é a sigla para Guia da Previdência Social, que é o documento utilizado para o recolhimento das contribuições sociais. O documento é utilizado por empresas, contribuintes individuais, facultativo, segurado especial e empregador doméstico.

A Guia de Previdência social pode ser paga diretamente nos bancos conveniados, casas lotéricas, correspondentes bancários, ou mediante débito em conta comandado por meio da rede internet ou aplicativos eletrônicos disponibilizados pelos bancos.

Para ter mais conhecimento sobre a GPS INSS, acompanhe nosso artigo até o fim. Aqui, você saberá como gerar sua guia, vai conhecer os valores das contribuições mensais, entre outras informações.

Como Gerar GPS INSS 2020?

O processo para gerar a guia é muito simples. Você pode gerar sua Guia da Previdência Social (GPS) pela Internet, sem precisar ir ao Centro de Atendimento ao Contribuinte da Receita Federal. A guia pode ser gerada para um mês específico ou para um período, desde que inferior aos últimos 5 anos.

Para atualizar GPS siga o nosso passo a passo:

GPS INSS 2020

Passo 1: Acessar o site da Receita Federal em http://sal.receita.fazenda.gov.br/PortalSalInternet/faces/pages/index.xhtmle;


Passo 2: Na página, entre os módulos disponíveis, escolha o que se adeque à sua situação;


Passo 3: Depois de clicar no módulo, preencha os campos com os dados solicitados;


Passo 4: Para finalizar, clique em Confirmar.


É importante citar que, segundo o site da Receita Federal, as contribuições previdenciárias devidas pelas empresas, a partir da competência 02/2001, deverão ser pagas mediante débito em conta, comandado por meio da rede Internet ou por aplicativos eletrônicos disponibilizados pelos bancos.

Como fazer o Cálculo GPS INSS

GPS INSS 2020

Para realizar o cálculo da Guia da Previdência Social o contribuinte deverá acessar o site do Sistema de Acréscimos Legais – SAL em http://sal.receita.fazenda.gov.br/PortalSalInternet/faces/pages/index.xhtml.

No site INSS, escolha entre os módulos disponíveis que são Contribuintes Filiados antes de 29/11/1999, Contribuintes Filiados depois de 29/11/1999 e Empresas e Equiparadas e Órgãos Públicos. Ao escolher o módulo, digite os dados solicitados pelo Sistema.

O SAL tem a finalidade de calcular as contribuições previdenciárias devidas, estejam elas em atraso ou não, de empresas e equiparadas, órgãos públicos, contribuintes individuais, segurados especiais, empregado doméstico e facultativo.

Como preencher a GPS INSS 2020?

A Guia da Previdência Social para pagamentos em atraso só será aceita se for gerada com código de barras, porém, se você for um contribuinte que tem o histórico de fazer o pagamento INSS em dia e também prefere fazer o preenchimento manual.

Fique atento às informações a seguir, pois ensinaremos como preencher a Guia GPS INSS.


Campo 1: Nome do contribuinte, telefone e endereço;


Campo 2: Data de Vencimento;


Campo 3: Código de pagamento (consulte na página de cálculo GPS 2020 a sua categoria);


Campo 4: Competência (mês/ano de referência do recolhimento no formato numérico MM/AAAA);


Campo 5: Identificador: número do NIT/PIS/PASEP do contribuinte;


Campo 6: Valor devido ao INSS pelo contribuinte;


Passos 07 e 08: Não devem ser preenchidos;


Campo 11: Total – Valor total a ser recolhido ao INSS.


A Guia em carnê será preenchida em duas vias (carbonada). A primeira via poderá ficar para controle do agente arrecadador (as casas lotéricas por exemplo não retêm nenhuma via) e a segunda via é destinada ao contribuinte para guarda e comprovação do recolhimento.

GPS INSS em Atraso

Os pagamentos da GPS INSS em atraso podem ser feitos pelos bancos conveniados, correspondentes bancários, casas lotéricas ou através de débito em conta pelo aplicativos ou sites online do banco.

GPS INSS 2020

O prazo fica estabelecido de acordo com o tipo do contribuinte. Veja a seguir os prazos:


Empregado doméstico:  o pagamento pode ser realizado para qualquer época, uma vez que segue legislação própria que leva em consideração o salário registrado na carteira de trabalho;


Facultativo: o facultativo em atraso só pode calcular sua contribuição pela Internet se ainda possuir qualidade de segurado (seis meses). Para o cálculo de competências vencidas há mais de 6 meses é necessário buscar uma Agência da Previdência Social, a fim de confirmar se entre uma contribuição e outra não houve intervalo sem contribuição superior a 6 meses;


Contribuinte individual: pode calcular contribuições em atraso pela Internet, a partir do primeiro recolhimento em dia nessa categoria ou do cadastro da atividade na Previdência Social, e desde que em período inferior aos últimos cinco anos fiscais. Para o cálculo GPS INSS de períodos mais antigos o contribuinte deve se dirigir ao INSS a partir do dia 16 de cada mês;


Comprovação de atividade: se o Contribuinte Individual não tiver atividade cadastrada na Previdência Social, não possuir o primeiro recolhimento em dia ou quiser efetuar recolhimento de período decadente, poderá solicitar o recolhimento em atraso nas Agências da Previdência Social mediante comprovação do exercício da atividade durante o período em que está em débito.


Se ainda restou dúvidas sobre o GPS INSS em atraso ou sobre o resultado da sua pericia, você pode entrar em contato com a Central de Atendimento do INSS pelo telefone 135.  O serviço fica disponível de segunda a sábado, das 7h às 22h (horário de Brasília).

Esperamos que as informações sobre o GPS INSS 2020 apresentadas acima tenham sido muito úteis para você. Mas caso tenha ficado alguma dúvida a respeito do que foi tratado neste artigo,  deixe o seu recado logo abaixo para que possamos lhe responder o mais breve possível.

Deixe um comentário